Gravidez

Congelamento de óvulos: Saiba quando realizar

Você já pensou em congelar seus óvulos? Esta é uma opção que tem se tornado cada vez mais popular entre as mulheres que desejam planejar a maternidade para o momento certo em suas vidas. Mas, por quê? O congelamento oferece a oportunidade de preservar a fertilidade para quem deseja adiar a gravidez devido a carreira, estudos ou outras circunstâncias pessoais, como tratamentos oncológicos. Como funciona? O processo envolve a estimulação dos ovários para a produção de múltiplos óvulos, que são então coletados

Homens trans podem congelar óvulos?

Sim, homens trans que desejam ter filhos no futuro, podem preservar a sua fertilidade antes de iniciar a transição de gênero. O congelamento de óvulos para homens trans envolve a estimulação ovariana para produzir óvulos, que são então coletados e armazenados para uso futuro. Na Clínica Genics, estamos comprometidos em oferecer cuidados de saúde inclusivos e personalizados. Se você é um homem trans interessado em preservar sua fertilidade, entre em contato conosco para saber mais sobre suas opções e como podemos ajudá-lo a

Mulher grávida, vestida de branco, sentada na cama com as duas mãos na barriga.

Cerca de 20% das mulheres apresentam gestação natural após engravidar por FIV

Recentemente, uma pesquisa conduzida pela University College London indicou que, aproximadamente, 20% das mulheres que passaram por tratamentos de fertilidade, como a Fertilização In Vitro (FIV), têm a oportunidade de engravidar novamente de forma natural, sem a necessidade de intervenções adicionais. Os resultados, publicados na revista Human Reproduction, são baseados na análise de dados de 11 estudos entre 1980 e 2021, envolvendo mais de 5 mil mulheres em diferentes partes do mundo. Esse dado abre um novo capítulo de esperança para aquelas

Através das técnicas de reprodução assistida, portadores de HIV podem planejar a gestação sem riscos ao bebê

Para portadoras do vírus HIV que sonham em ter filhos, a gravidez e o risco de transmissão do vírus para o bebê podem ser mitigados com cuidados específicos. Antes de iniciar o processo, é fundamental garantir que a carga viral esteja indetectável. A infecção por si só, diminui a fertilidade dos pacientes, por isso, quanto mais cedo for o início do tratamento antirretroviral, melhores poderão ser as chances de engravidar. A técnica mais indicada para casais soropositivos, concordantes ou discordantes, é a

Em um casal formado por duas mulheres, quem faz o exame antimülleriano?

O hormônio antimülerriano (AMH) é utilizado como um indicador da reserva ovariana da mulher, ou seja, da quantidade e qualidade dos seus folículos ovarianos, que vai diminuindo progressivamente com o avanço da idade. Por isso, o exame é importante para apresentar qual seria a resposta da paciente ao tratamento, em ciclos naturais ou em ciclos de fertilização in vitro. Quando um casal é formado por duas mulheres, ambas as pacientes podem fazer a avaliação da sua reserva, auxiliando a determinar os próximos

É possível sonhar com a maternidade após o câncer de mama?

Outubro Rosa é tempo de agir e se proteger do câncer de mama, mas também de abordar a fertilidade para pacientes que estão passando por tratamentos oncológicos e desejam engravidar no futuro. Um estudo da Suécia, publicado na JAMA Oncology, descobriu que mulheres sobreviventes de câncer de mama em idade reprodutiva eram mais propensas a ter um filho quando se submetiam à preservação da fertilidade e utilizavam tecnologia de reprodução assistida. Em grande parte dos casos, a recomendação é realizar a captação

Como um casal de duas mulheres pode ter filhos via reprodução assistida?

Existem duas opções disponíveis para casais de duas mulheres que desejam engravidar: a inseminação artificial e a fertilização in vitro (FIV). Para entender melhor a diferença entre as técnicas, confira a entrevista do Dr. Philip Wolff, diretor da Clínica Genics, com a jornalista pós-graduada em Diversidade e Inclusão, Maíra Donnici, no nosso videocast. Acesse o nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=Lwf-aRoB6B8&feature=youtu.be Método ROPA Na FIV, umas das possibilidades é realizar o método ROPA, que significa “Reception of Oocytes from Partner”, ou seja, a recepção

Como funcionam os tratamentos para engravidar para LGBTQIA+?

A reprodução humana pode beneficiar qualquer pessoa ou casal que deseja ter filhos, mas que não pode consumar essa vontade naturalmente. No texto a seguir, vamos esclarecer como essa área pode ajudar casais homoafetivos que sonham em ter filhos! Casais homoafetivos femininos Existem dois tratamentos possíveis: a inseminação artificial e a fertilização in vitro (FIV) com o gameta de um doador anônimo coletado através do programa de doação de espermatozoides nacional ou internacional, ou de um doador conhecido com parentesco de até quarto

Embriodoação: como funciona a doação de embriões?

Você já ouviu falar sobre a embriodoação? Essa possibilidade acontece no contexto da mais complexa técnica de reprodução assistida, a FIV (fertilização in vitro), e pode levar à realização do sonho da parentalidade para muitas pessoas e casais. Como funciona? A adoção de embrião é uma técnica disponível para pessoas que desejam uma gestação, mas por algum motivo não podem ter filhos biológicos. Quem pode doar? Após completarem a fertilização in vitro (FIV), o casal ou a pessoa que já engravidou ou não deseja

Preservação da fertilidade para pacientes oncológicos

As técnicas de reprodução assistida podem ser uma opção para pacientes oncológicos que desejam ter filhos no futuro, através da preservação da fertilidade. Para as mulheres, a criopreservação permite congelar óvulos saudáveis antes de iniciar o tratamento. Já para os homens, o congelamento de sêmen possibilita preservar a qualidade do esperma para futuras tentativas de concepção. É possível, ainda, realizar o congelamento de embriões e tecidos germinativos (testicular e ovariano). Vale ressaltar que o Superior Tribunal de Justiça já reconheceu que o

×