Reprodução Humana

É possível engravidar após o tratamento oncológico?

Um dos principais efeitos colaterais dos tratamentos oncológicos é o impacto no potencial reprodutivo dos pacientes, danificando a função ovariana ou testicular. Por consequência, a fertilidade pode ser comprometida na maioria dos casos, podendo ser permanente ou temporária. A intensidade desse dano dependerá da idade, medicamentos utilizados, doses administradas, órgãos comprometidos, tipo de câncer e reação de cada organismo. As técnicas de fertilização se tornam uma alternativa para quem deseja preservar a fertilidade e ter filhos

Você sabe o que é a tecnologia do time-lapse?

A Clínica Genics possui uma incubadora de última geração com o sistema Time-Lapse, que permite monitorar o desenvolvimento dos embriões, sem precisar removê-los da incubadora, disponibilizando imagens em tempo real. Nossos embriologistas observam, através de vídeos, a evolução dos embriões, e o software permite a análise das divisões celulares para escolher qual o embrião com maior probabilidade de implantação. E tem mais: os pacientes poderão também receber um vídeo do desenvolvimento dos seus embriões. Como laboratório

Biópsia embrionária: quando é indicada?

A biópsia embrionária (PGTa ou PGTm) é uma das técnicas empregadas no tratamento de Fertilização In Vitro (FIV) e permite que os médicos e embriologistas analisem os embriões em desenvolvimento no laboratório antes de serem inseridos no útero. O procedimento consiste em retirar algumas células do embrião, sem comprometer a sua qualidade. Esse processo é feito no estágio que chamamos de blastocisto, quando estamos no 5º ao 7º dia de desenvolvimento embrionário. O principal objetivo é identificar a existência de alguma doença

Folículo X Óvulo: Qual a diferença?

Alguns pacientes podem ficar confusos para distinguir os dois termos, mas a diferença é simples. Os 𝙛𝙤𝙡𝙞́𝙘𝙪𝙡𝙤𝙨 são estruturas que, a cada ciclo menstrual, irão se desenvolver e abrigar os óvulos até a ovulação. Eles também são fundamentais para a reprodução humana, produzindo hormônios para auxiliar na concepção e na manutenção da gestação, caso ocorra a fecundação. Já os 𝙤́𝙫𝙪𝙡𝙤𝙨, são os gametas femininos que, quando se tornam maduros, são liberados pelo rompimento dos folículos para se encontrarem com um

Qual a relação da hipófise com a fertilidade?

Você sabe qual o papel da hipófise? Ela é uma importante glândula que fica na base do nosso cérebro e seu papel é de regulação de outras glândulas e hormônios. Dessa forma, alterações na hipófise podem levar a impactos na produção de espermatozoides e de óvulos. Mas quais são os sintomas de alteração na hipófise? A chamada disfunção hipofisária apresenta alguns sinais, como: – Anovulação (ausência de ovulação); – Amenorreia (ausência de menstruação); – Baixa libido; – Galactorreia (produção de leite fora da gestação); – Disfunção

O que é reserva ovariana?

Reserva Ovariana é o termo utilizado para definir a quantidade de folículos, bolsas que armazenam os óvulos, presentes nos ovários, sendo assim, um marcador de fertilidade da mulher! 🤰 👉 Como a reserva ovariana é investigada? A avaliação da reserva ovariana pode ser realizada principalmente por três exames: ultrassonografia transvaginal rapa contagem de folículos antrais (CFA); dosagens no sangue de FSH e estradiol; dosagem no sangue do AMH (hormônio antimulleriano). Mulheres mais velhas e com baixa reserva ovariana podem recorrer à FIV

O que acontece com os embriões que não são usados?

Afinal, o que acontece com os embriões que não são utilizados na FIV? Essa é uma pergunta que não tem uma resposta única, mas nós estamos aqui para te ajudar a entender! Se forem saudáveis, podem ser congelados indefinidamente para uso futuro da pessoa ou do casal. Caso haja convicção de que não serão utilizados futuramente, uma das opções é doá-los de forma anônima. Conforme as diretrizes do Conselho Federal de Medicina, os embriões podem ser descartados após três anos guardados

Inseminação artificial

Você sabe em que casos a inseminação artificial deve ser considerada? Confira abaixo! 1.Casais jovens que apresentam causas de infertilidade desconhecidas; 2. Alterações leves ou moderadas no espermograma, principalmente quando relacionadas à mobilidade e concentração; 3. Quando a paciente apresenta irregularidades na ovulação; 4. Alteração no colo do útero; 5. Mulheres com distúrbios de ovulação ou que não ovulam corretamente, em que geralmente a causa mais comum é a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP); 6. Presença de muco espesso em pacientes, já que pode se tornar

Quais exames comprovam a dificuldade para engravidar?

Confira abaixo 10 exames para investigar a dificuldade de engravidar! Para elas… 1. Dosagem Hormonal Basal 2. Cariótipo 3. Ultrassonografia Transvaginal 4. Histerossalpingografia 5. Histerossonografia 6. Videolaparoscopia 7. Videohisteroscopia 8. Biópsia do Endométrio Para eles… 9. Espermograma 10. Ultrassonografia Testicular com Doppler Tem alguma dúvida sobre o assunto? ☎ Telefone: (11) 5052-1409 📱 WhatsApp: (11) 99312-1086

Congelamento de óvulos é mais eficaz em mulheres de até 35 anos

De acordo com a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), o congelamento de óvulos é indicado para mulheres que desejam prorrogar a maternidade ou que necessitam de tratamentos em decorrência de problemas de saúde, como procedimentos cirúrgicos, radioterapia ou quimioterapia. O método preserva os óvulos que iriam degenerar caso não fossem conservados sob congelamento por meio das técnicas de reprodução assistida. Ainda segundo a SBRA, mulheres com idade abaixo dos 35 anos e com boa reserva de óvulos, têm maiores chances

×