Como acontece a doação de sêmen?

Os tratamentos de reprodução assistida possibilitam que muitas pessoas realizem o sonho de ter uma família. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), a doação de sêmen é indicada para casais cujo fator de infertilidade está no homem, casais homoafetivos femininos e mulheres que decidem ser mães solo. No Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) determina que a doação de gametas (esperma) seja anônima. ⠀

Segundo o Relatório de Dados de Importação de Células e Tecidos Germinativos para Uso em Reprodução Humana Assistida, divulgado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as mulheres solteiras solicitam a maioria das amostras de sêmen, seguidas pelos casais heterossexuais. Já os casais homoafetivos de mulheres representaram 22% das importações no ano de 2017. ⠀

Especialistas da SBRA indicam que o procedimento seja realizado através da inseminação artificial (intrauterina) ou fertilização in vitro (FIV). ⠀

– Inseminação artificial: Técnica na qual o médico transfere os espermatozoides previamente tratados e selecionados em laboratório para o útero, cerca de 24-36 horas após o pico do hormônio responsável pela ovulação.⠀

– Fertilização In Vitro: Técnica que consiste na união do espermatozoide com o óvulo em ambiente laboratorial. Os melhores embriões são transferidos para o útero da paciente, com a expectativa de iniciar a gestação.⠀

A SBRA recomenda que os pacientes interessados neste tratamento façam o uso de bancos de material biológico sérios e estruturados. A orientação de um profissional habilitado em reprodução humana é indispensável.